Capilaridade | Virna Santolia

Sobre o autor

Virna Santolia atua do mercado de fotografia publicitária e editorial há mais de 20 anos, é conhecida por seus trabalhos nas áreas de moda, beleza, gastronomia e produtos. Mesmo graduada em Economia pela UFRJ. É pós-graduada em Fotografia & Imagem pela UCAM/IUPERJ.

Texto crítico

A série CAPILARIDADE, de Virna Santolia, partiu de um recorte do acervo de mais de 500 fotografias de seu trabalho profissional. São fotografias do passo a passo de revistas especializadas em beleza e bulas de produtos. Fotos, a priori, técnicas, entretanto apropriadas em um processo artístico de escavação e ressignificação.

O mergulho nesta coleção de fotografias, na qual as modelos são apresentadas sempre de costas, tendo o cabelo como protagonista do enredo visual, nos sugere algumas reflexões, bem como nos remete a referências subjetivas, como o trabalho do fotógrafo nigeriano J.D. Okhai Ojeikere e as Irmãs Xifópagas de Tunga.

Ao desvelar o processo de busca da beleza idealizada – verdadeiro regime imposto às mulheres numa sociedade que normatiza padrões ligados à cultura eurocêntrica –, esta série provoca o descentramento de nosso olhar, propondo outras possibilidades para pensar o conceito de belo e um questionamento acerca dos meios empregados pela mídia e pelas instituições para introjetar nos corpos e sujeitos certas prerrogativas de comportamento e crenças. Em tempos radicais, como o que vivemos, não deixa de ser um gesto de ordem micropolítica.

Na fotografia publicitária – ilustração do mundo do consumo –, as imagens finais são o objetivo em si, buscam a perfeição, são determinadas e planares. No entanto, nesta série, mesmo tomando partido de um código publicitário, o foco é direcionado para o processo, o “entre”, sugerindo, nestas imagens, uma dimensão escultórica e provisória. O procedimento inventariante de Virna Santolia contém um desejo pelo que é relegado à margem, um certo fascínio pelo fragmento e pelo que é descartável que, ao ser deslocado de seu contexto de origem, areja o campo do retrato fotográfico.

Marcos Bonisson e Patricia Gouvêa

Pin It on Pinterest

Share This